segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

O Desejo

Os dias passam rápidos
E eu vejo a mesmice no fim de mais um dia
Eu vejo a minha morte entrando nos obituários
Eu vejo que o dia não valeu à pena
Eu vejo a face escura da monotonia.
Os dias passam secos
E perceba que eu não moro no semiárido
Perceba que estão aqui os meus desejos
Intocáveis, como minha libido
Intocáveis, como os meus maiores medos.
Os dias passam frios
Matem algo e me façam um casaco de pele
Esquente o chá no final da tarde
Aprecie a chuva que cai charmosa e sem moderação
Aprecie a máquina humana antes que ela enferruje e quebre.
Os dias passam rápidos, secos e frios
Os dias passam sem sentido e sem sentimentos
O sol e a lua brigam pelo meu olhar
E o que eu desejo é que os dias passem mais lentos.


 Rívison 14/01/2012