quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

O Advento






Quero um instante de concentração
Para eu entrar em sintonia comigo mesmo
Para eu olhar para dentro do meu mundo
E salvá-lo de mais um apocalipse...

Quem tatuou esse sorriso no meu rosto?
Quem deu alucinógenos ao meu coração?
A cada dia que passa o mundo suga minha fé...
E um apaixonado pensa que é feliz...

Quero um instante comigo mesmo
Para curar meus órgãos enfermos
Para curar meus olhos vermelhos
Das lágrimas de tédio que regam o chão,

Quero um instante sem erros
Para curar meu coração ferido
Para sobre quem eu gosto, ter mais zelo
Para quando eu olhar pra você, que a tristeza do céu nublado se destrua
E dentro de mim surja o verão.

(Rívison)