sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Sétimo Dia





Sábado ensolarado, trancado no quarto
Pensando em todas as revoluções passadas e nos carnavais
Pensando nas pessoas mal amadas como eu
Pensando nas praias movimentadas e no deserto

dos canaviais

Sábado feliz (lá fora), trancado no quarto
Pensando na minha paralisia mental
Pensando na minha afasia
Procurando minha alegria vendo as roupas secas

no varal...

Sábado globalizado, trancado no quarto
Meus velhos amigos estão rindo por aí
Investiguei eles nas nuvens negras dentro de mim
Nuvens negras que não deixam claro o meu

sábado...

Sábado amigo, sábado sádico, sábado chato...
Sábado fingido, sábado com cara de domingo, sábado inesperado...
Sábado que começa salgado e termina tão doce
Sábado do pôr-do-sol, sábado dos meus velhos amores.

Sábado cínico, sábado cigarro, sábado solitário...
Sábado sétimo dia, sábado sete maravilhas, sábado encantado...
Sábado cansado, sentado, pensando nas minhas dores,
Sábado de manhã, e as dores serão curadas no sábado à noite.


(Rívison)                 06.08.2005

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Epigrama Passional nº 1

João amava Maria
Maria amava João
Até que um dia
Maria lhe partiu o coração
João vagou pelas ruas
João não entendia
João culpou a lua
Mas era o sol que banhava Maria
Maria se sentiu culpada
Mas também se sentiu livre
Alcançou as estrelas mais altas
Mas não se satisfez com nada
Maria então pensou
Que amor não era lá uma prisão
Que se sentir presa era bom
Quando as algemas eram divididas com João
Maria procurou João
Mas João tinha ido embora
Maria comprou uma passagem
E de avião viajou mundo afora
Afônica, estressada
Maria não achou seu querido
Que hoje já voltou pra casa
E é um palhaço triste do circo.

(Rívison)