domingo, 13 de abril de 2008

Epigrama Passional nº 2

Tem horas que ficamos sedados

A anestesia fez efeito e quem diria
O sono chegou como uma ex-namorada
Iludindo com seus sentimentos de mentira
Lá vem o dia, e ele vem com a força de uma máquina
Arrasta tudo, embaixo e em cima
Nosso rosto matinal é uma lágrima
Que cai dos olhos da nossa desunião.
Coração fingido, tão solitário
Coração que não gosta de mim
Ele bombeia meu sangue e como salário
Eu lhe dou uma emoção inacabada.
Tem horas que vemos o que não existe
E o que existe, deixamos de ver
Demora pra cair a gota da realidade
Impulsionada por dor, lamento, alegria e vontade
Mas o teatro ao ar livre tem um novo espetáculo
Saltadores mortais com movimentos errados.

(Rívison Batista) 17/09/2007

3 comentários:

Estêvão dos Anjos disse...

coloca o epigrama numero 1 e aquela musica q tu apresentou :D

gostei q so desse !

Lenin disse...

ja disse q gosto do que vc escreve. mas gostaria de ouvir isso. vc é bom, meu bom amigo.

kassianobre disse...

Ok, já add.. =D

E nem leu lá no meu neh =P